quarta-feira, setembro 22, 2021

O que é Advérbio?

Descubra o que são advérbios e suas diversas funções nas orações. Tipos de advérbios. Classificação dos advérbios. Advérbio de lugar.

Publicidade

Muito presente nas orações da língua portuguesa, os advérbios são essenciais para o entendimento do que o locutor quer passar. São várias as suas classificações e cada uma delas apresenta uma função na frase. Quer saber o que significa, como e quando usar o advérbio? Confira abaixo dicas importantes para compreender a função do advérbio. 

Advérbio 

O advérbio é inteiramente ligado às circunstâncias presentes na oração. Ele qualifica e intensifica o verbo ou adjetivo, complementando a frase de uma forma que ela seja compreendida inteiramente e não fique sem sentido. Os advérbios têm várias classificações, são elas: advérbio de lugar, de tempo, de modo, de afirmação, de negação, de dúvida, de intensidade, de exclusão, de inclusão e de ordem. 

Advérbio de lugar 

Seu objetivo é indicar o local ao qual o verbo ou adjetivo está se referindo. São eles: aqui, ali, fora, dentro, perto, longe, entre outros. 

  • Luíza, venha aqui, por favor! 
  • Minha roupa está dentro do armário. 
  • Eu vou ali e já volto. 

Advérbio de tempo 

Propaganda

Esses tipos de advérbios servem para nortear o período de tempo ao qual o verbo quer se referir. São eles: ontem, hoje, amanhã, cedo, tarde, nunca, sempre, depois, entre outros. 

  • Minha irmã vai viajar amanhã logo cedo. 
  • Eu estarei sempre ao seu lado. 
  • Eu dançarei hoje a noite toda. 

Advérbio de modo 

Os advérbios de modo têm como objetivo indicar a maneira como algo ocorre ou como o verbo foi executado. São eles: rapidamente, devagar, calmamente, pior, bem, mal, rápido e quase todos os advérbios terminados em -mente

  • Maria, coma devagar, você pode se engasgar. 
  • Saia calmamente para ninguém perceber nada. 
  • Filha, vista-se rapidamente se não vamos nos atrasar. 

Advérbio de afirmação 

Esses advérbios têm a função de reforçar a afirmação dada pelo verbo. São eles: certamente, sim, certo, decididamente, claro e etc. 

  • Certamente ela virá hoje, acalme-se. 
  • Eu vou, sim
  • Claro que eu te entendo! 

Advérbio de negação 

Igualmente à função do advérbio de afirmação, o de negação serve para reforçar o sentido de negação. São eles: não, nunca, jamais, nem, nenhum, entre outros. 

  • Eu nem vi o que você fez. 
  • Não, eu nunca mais quero ver você. 
  • Eu não tenho nenhum disco. 

Advérbio de dúvida 

Os advérbios de dúvida também têm como função reafirmar, mas nesse caso, é enfatizar uma dúvida existente na oração. São eles: possivelmente, quiçá, talvez, porventura, provavelmente e etc. 

  • Talvez eu saia com ele. 
  • Provavelmente vai chover mais tarde. 
  • Se porventura ele me chamar, eu vou. 

Advérbio de intensidade 

O objetivo desse advérbio é demonstrar a intensidade que o verbo quer expressar ou a qualidade do adjetivo em questão. São eles: muito, demais, pouco, bastante, tão, menos, entre outros. 

  • Essa comida está tão gostosa! 
  • Eu sofri muito por você. 
  • Eu gosto demais de salada. 

Advérbio de exclusão 

O objetivo desses advérbios é exprimir a ideia de exclusão na frase. São eles: exceto, senão, sequer, apenas, unicamente, só, entre outros. 

  •  vou se ela for. 
  • Eu como tudo, exceto camarão. 
  • Eu queria apenas me divertir. 

Advérbio de inclusão 

Oposto ao advérbio da exclusão, esses advérbios têm a intenção de realçar e indicar a inclusão de algo. São eles: inclusive, também, ainda, até, além, mesmo e etc. 

  • Eu também vou ao shopping. 
  • Até o cachorro vai morar comigo.  
  • Inclusive eu vou viajar com vocês hoje. 

Advérbio de ordem 

Como o próprio nome indica, os advérbios de ordem têm como função indicar a posição e ordenar as ações da oração. São eles: depois, ultimamente, primeiramente, entre outros. 

  • Eu vou almoçar, depois eu faço isso. 
  • Vamos focar primeiramente no agora, depois pensamos nisso. 

Graus dos advérbios 

Os advérbios são palavras invariáveis, ou seja, não podem ser flexionados em gênero e número. No entanto, alguns deles podem ser flexionados em grau comparativo e superlativo. Por exemplo, no grau comparativo de superioridade você pode formar assim:  

mais + advérbio + que/ do que 
Maria caminha mais lentamente que José 

Outros graus que o advérbio pode adquirir são: comparativo de inferioridade, comparativo de igualdade, superlativo absoluto sintético e superlativo absoluto analítico. Todos obedecendo a estrutura acima tendo pequenas alterações. 

Pronto! Agora você entende a importância do uso do advérbio nas orações e como usá-lo da maneira correta. Seus significados são diversos, mas ao compreender sua função em relação a oração e ao verbo, fica mais prático identificá-lo.  

Vamos praticar o que aprendemos ?

Agora que você domina o uso dos advérbios, que tal testar seus conhecimentos sobre o tema? Mostre que você aprendeu tudo e resolva essas questões de concursos que separamos especialmente para você. Divirta-se.

Quer conhecer mais a língua portuguesa e esclarecer dúvidas? Basta clicar nesse link que você será redirecionado para a nossa página recheada de dicas que vão te ajudar na hora de prestar concurso público.  

Propaganda
Participe do nosso grupo no WhatsApp e receba dicas e questões de Português para concurso. Acesse e participe:
https://chat.whatsapp.com/JZBz9SjAt4iKz9Mh97tIl9

Receba nossas questões e dicas também pelo aplicativo Telegram, acesse e participe:
https://t.me/portuguesparaconcursos


Convido você a conhecer nosso canal do YouTube. Nele você encontrará várias questões de concursos de várias disciplinas.Estamos começando agora e contamos com sua inscrição pra continuar trazendo mais conteúdos.
Conhecer Canal

POSTS RELACIONADOS

Publicidade
Publicidade

Questões de Português Para Concursos

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário!
Por favor, entre com seu nome aqui